Montana Turismo
Menu

Maestro Carlos Frank, 2139 - Curitiba/Pr - (41) 3286.1551 / (41) 8889.5889


 


Como Conferir

Ao clicar nas imagens você será direcionado para o site dos orgãos gerenciadores.

Preencha os formulários com o nosso nome e você verá nossos registros e validades junto aos órgãos gerenciadores.


Possuimos registro na ANTT, DER/PR, Cadastur, além do seguro SRC;

Sua segurança é levada a sério;
Todas as informações aqui apresentadas foram retiradas dos sites dos órgãos gerenciadores, e você ainda poderá buscar muito mais...

 

Uma empresa que não possui a documentação, pode ter sua viagem interrompida pela fiscalização;
Não permita que seu evento seja interrompido por falta de documento.

 

Contrate a Montana Turismo que é uma empresa legalizada e autorizada pelos órgãos competentes

Regulamentos para Vans

Agora amparado pela legislação, você pode organizar seu grupo e contar conosco para sua viagem com a mesma qualidade que você ja conhece.

Uma nova Resolução da ANTT passa a autorizar a utilização de veículos do tipo Vans ou Microônibus com menos de 20 lugares para transporte interestadual e internacional de passageiros.
A publicação era uma reivindicação antiga do setor para esta modalidade de serviço.
Até ano passado, a ANTT havia autorizado apenas viagens de no máximo 540 quilômetros (somando ida e volta), mas agora empresas e motoristas não tem mais este impedimento, desde que atendam uma série de exigências para garantir a qualidade do serviço.
De acordo com a ANTT os motoristas terão que apresentar documentos como; inspeção do veículo, certidões trabalhistas para comprovar que estão realmente prestando um serviço. As regras são as mesmas que valem para ônibus convencionais.

Seguro de Responsabilidade Civil

O Seguro de Responsabilidade Civil, previsto nos artigos 20, inciso XV, e 29, inciso XX, do Decreto nº 2521/1998 e no Título III da Resolução ANTT nº 19/2002, tem por fim cobrir danos causados aos passageiros e seus dependentes, em virtude de acidente quando da realização da viagem em veículos que operam o transporte interestadual de passageiros.

 

Cadastur

CADASTUR é o Sistema de Cadastro de pessoas físicas e jurídicas que atuam no setor do turismo. Executado pelo Ministério do Turismo, em parceria com os órgãos Oficiais de Turismo nos 26 Estados do Brasil e no Distrito Federal, permite o acesso a diferentes dados sobre os Prestadores de Serviços Turísticos cadastrados.

 

O CADASTUR visa promover o ordenamento, a formalização e a legalização dos prestadores de serviços turísticos no Brasil, por meio do cadastro de empresas e profissionais do setor.




ANTT

As ações de regulação e fiscalização do setor têm caráter permanente e objetivam a adequação das rotinas e procedimentos para o transporte rodoviário interestadual e internacional de passageiros, quer no transporte regular, quer no de fretamento contínuo, eventual ou turístico.

 

Durante a prestação do serviço, é obrigatório o porte dos seguintes documentos, que devem estar no interior do veículo e serem apresentados à fiscalização, quando solicitado:

 

1 - Cópia autenticada do Certificado de Registro para Fretamento - CRF;

2 - Autorização de viagem com a relação de passageiros;

3 - Comprovação do vínculo dos motoristas com a detentora do CRF;

4 - Cópia autenticada da apólice de seguro de responsabilidade civil.;

5 - Nota fiscal da prestação do serviço no caso de Fretamento Eventual;

6 - Laudo de Inspeção Técnica original, emitido nos termos do art. 43 da Resolução 1.116, de 05 de outubro de 2005;

7 - Formulário para registro das reclamações de danos ou extravio de bagagem.


DER/PR

Regulamento do Transporte Coletivo Rodoviário Intermunicipal de Passageiros do Estado do Paraná Aprovado pelo Decreto Estadual 1821/2000

 

Art. 22º - Toda transportadora que execute serviço de transporte coletivo rodoviário intermunicipal de passageiros, outorgado pelo DER/PR, será registrada nesse órgão, o qual fornecerá à transportadora o respectivo certificado de registro;

 

Art. 75 A fiscalização dos serviços de que trata este Regulamento, será exercida:
I - pelo DER/PR, através de servidores do quadro próprio do setor competente desse órgão, devidamente credenciados e identificados, no âmbito dos terminais rodoviários, pontos de paradas e seções;
II - pela ação da Polícia Rodoviária Estadual nas rodovias sob sua jurisdição e competência, na forma como estabelece o Código Brasileiro de Trânsito e demais legislações vigentes pertinentes a matéria.
§ único - O DER/PR prestará todo o auxílio técnico-operacional que se fizer necessário a Polícia Rodoviária Estadual para o cumprimento da fiscalização prevista no item II deste artigo.